Conheça a diferença entre buracos negros, buracos brancos e buracos de minhoca

Assim como os buracos negros, os buracos de minhoca surgem como soluções válidas para as equações de teoria da relatividade geral, de Albert Einstein. E, assim como os buracos negros, eles nunca Leia mais »

Vamos conversar sobre ciência?

Em seu avanço, a ciência muitas vezes teve de lutar para ser aceita pelas pessoas comuns. Parte do problema acontece porque costumamos ter opiniões sobre o mundo, e em geral gostamos que Leia mais »

Conheça alguns softwares gratuitos de astronomia para você ficar mais perto do universo astronômico

Com o avanço das novas tecnologias todo mundo teve mais possibilidade de se informar sobre o seu assunto favorito, com os apaixonados por astronomia não está sendo diferente. Existem e no mercado Leia mais »

Conheça as 7 maiores descobertas que tiveram ajuda da ciência

1. Estrutura do DNA James Watson e Francis Crick descobriram em 1953 a estrutura do DNA e a partir disso foi possível mapear a herança genética e todos os estudos de genes Leia mais »

Conheça as principais curiosidades sobre os planetas do sistema solar

Os planetas do sistema solar contam com características próprias e complexidades que impressionam até mesmo os menos entusiasmados pela Astronomia. Ao conhecer um pouco mais sobre eles, você pode perceber que existem Leia mais »

O que o vácuo quântico pode te ensinar sobre a realidade

A ciência moderna conta com novas descobertas que ampliaram o horizonte de conhecimento humano ao ponto de mudar a perspectiva de realidade. Muitas teorias da ciência moderna superam a ficção científica e Leia mais »

Saiba mais sobre as estrelas, constelações e nebulosas

Você sabe a diferença entre estrelas e constelações? Deseja conhecer um pouco mais sobre elas e sobre as nebulosas? Então você está no lugar certo. Toda a história da humanidade foi marcada Leia mais »

Você sabe o que é a teoria do tudo? Conheça mais sobre ela!

Quem nunca se preguntou sobre o limite do conhecimento humano, sobre qual é a fronteira da ciência ou o que falta para descobrirmos algo muito importante para a humanidade? Essa resposta certamente Leia mais »

Stonehenge e a Ciência de Mundos Distantes

O Stonehenge é um monumento histórico localizado no sul da Inglaterra. Arqueólogos concordam que sua datação é de cerca de 3.000 anos a.C.  Formado por diversas pedras que chegam a medir cinco Leia mais »

UFO e a Bíblia

Existem muitos relatos de UFO’s e aparições de ET’s por ai. Mas os relatos mais antigos (e esquisitos) se encontram no velho testamento. Muitos dizem que não tem nada a ver, mas Leia mais »

 

Dicas para se adaptar ao horário de verão

horário de verão

11 Estados brasileiros tiveram que adiantar o relógio em 1 hora no último domingo (19) para aproveitar melhor as horas de sol do verão. A economia de energia é certa, assim como as alterações que acontecem no organismo das pessoas que moram nos estados com horário de verão. Leva-se no mínimo 15 dias para se adaptar ao horário de verão, mas este prazo pode se estender por mais tempo. Durante a fase de adaptação, é comum sentir sonolência – já que dorme-se e acorda-se mais cedo -, irritabilidade, privação de sono, cansaço e falta de atenção.

Os sintomas logo após o início do horário de verão decorrem do fato de que o nosso corpo possui um ritmo biológico com duração de 24 horas, guiado também pelos padrões de luz e escuridão naturais. Quando ocorre uma mudança neste ciclo, o corpo sente imediatamente, já que isso o tira do equilíbrio. Mas, há algumas coisas que você pode fazer para minimizar os efeitos colaterais do início do horário de verão.

1- Evite a cafeína e energéticos durante o período de adaptação.

Após o início do horário de verão é normal se sentir indisposto e cansado, mas evite ingerir muita cafeína e bebidas energéticas para ficar mais alerta, principalmente próximo ao horário de dormir, já que estas substâncias podem atrapalhar o nosso corpo a voltar ao equilíbrio.

2- Evite atividades extenuantes neste período.

Quanto maior o estímulo, mais difícil fica para o nosso corpo relaxar. Por isso, neste período de adaptação ao horário de verão faça atividades físicas leves e moderadas, de preferência durante o dia, longe do horário que você dorme.

3- Tenha disciplina.

Procure dormir mais cedo e evite dormir durante o dia para se adaptar melhor à “ressaca” pós-horário de verão. Isso fará com que você restabeleça a sua rotina normal mais rápido. No início será difícil, mas depois de alguns dias seu corpo já terá se acostumado ao novo horário.

4- Não exagere nas refeições.

Ter uma alimentação saudável é importante em qualquer época do ano. Agora, no horário de verão, é importante fazer refeições leves que não exijam muito do organismo quanto à digestão. Não fique sem comer também, já que ambas as atitudes podem atrapalhar o seu descanso. Consuma alimentos como banana, alface, maracujá e chá de ervas (livres de cafeína), que te ajudarão a ter uma noite de sono tranquila.

5- Tome seus remédios normalmente.

Se você ingere algum tipo de medicamento de uso contínuo continue a tomá-lo no mesmo horário que tomava antes do horário de verão. Por exemplo, se tomava um medicamento às 9 horas da manhã, continue tomando-o às 9 horas da manhã.

Top Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.