Conheça a diferença entre buracos negros, buracos brancos e buracos de minhoca

Assim como os buracos negros, os buracos de minhoca surgem como soluções válidas para as equações de teoria da relatividade geral, de Albert Einstein. E, assim como os buracos negros, eles nunca Leia mais »

Vamos conversar sobre ciência?

Em seu avanço, a ciência muitas vezes teve de lutar para ser aceita pelas pessoas comuns. Parte do problema acontece porque costumamos ter opiniões sobre o mundo, e em geral gostamos que Leia mais »

Conheça alguns softwares gratuitos de astronomia para você ficar mais perto do universo astronômico

Com o avanço das novas tecnologias todo mundo teve mais possibilidade de se informar sobre o seu assunto favorito, com os apaixonados por astronomia não está sendo diferente. Existem e no mercado Leia mais »

Conheça as 7 maiores descobertas que tiveram ajuda da ciência

1. Estrutura do DNA James Watson e Francis Crick descobriram em 1953 a estrutura do DNA e a partir disso foi possível mapear a herança genética e todos os estudos de genes Leia mais »

Conheça as principais curiosidades sobre os planetas do sistema solar

Os planetas do sistema solar contam com características próprias e complexidades que impressionam até mesmo os menos entusiasmados pela Astronomia. Ao conhecer um pouco mais sobre eles, você pode perceber que existem Leia mais »

O que o vácuo quântico pode te ensinar sobre a realidade

A ciência moderna conta com novas descobertas que ampliaram o horizonte de conhecimento humano ao ponto de mudar a perspectiva de realidade. Muitas teorias da ciência moderna superam a ficção científica e Leia mais »

Saiba mais sobre as estrelas, constelações e nebulosas

Você sabe a diferença entre estrelas e constelações? Deseja conhecer um pouco mais sobre elas e sobre as nebulosas? Então você está no lugar certo. Toda a história da humanidade foi marcada Leia mais »

Você sabe o que é a teoria do tudo? Conheça mais sobre ela!

Quem nunca se preguntou sobre o limite do conhecimento humano, sobre qual é a fronteira da ciência ou o que falta para descobrirmos algo muito importante para a humanidade? Essa resposta certamente Leia mais »

Stonehenge e a Ciência de Mundos Distantes

O Stonehenge é um monumento histórico localizado no sul da Inglaterra. Arqueólogos concordam que sua datação é de cerca de 3.000 anos a.C.  Formado por diversas pedras que chegam a medir cinco Leia mais »

UFO e a Bíblia

Existem muitos relatos de UFO’s e aparições de ET’s por ai. Mas os relatos mais antigos (e esquisitos) se encontram no velho testamento. Muitos dizem que não tem nada a ver, mas Leia mais »

 

Isso não é o fim do mundo

stock-footage-cg-of-a-nuclear-blast-concept-in-slow-motion[1]

Crescemos com o pensamento de “fim do mundo” na cabeça: se eu não tiver isso, não fizer isso, não for pra tal lugar, se fulano não gostar de mim, se beltrano me rejeitar, se eu não passar na faculdade… Será o fim do mundo! A verdade é que não, não será o fim do mundo. São nossas emoções que nos fazem acreditar que se não conseguirmos alcançar determinado resultado desejado, será um fracasso total, uma vergonha. Mas nenhum resultado – seja ele positivo ou negativo – é digno de um terror emocional tão grande quanto este que fazemos contra nós mesmos, em nossas próprias cabeças. O medo irracional que temos de resultados futuros que, na maioria das vezes, não podemos controlar, só aumenta o medo e a aversão que temos de fracassar e isso pode controlar a vida de uma pessoa.

Nós não conseguimos prever o futuro, ou qual será nossa reação perante os desfechos de nossas aventuras diárias. Por isso, cresce o pior tipo de medo que existe: o medo de sentir medo, que perpetua outros medos subconscientes e ajudam a fechar nossas mentes e a aumentar  a sensação de nervosismo e ansiedade.

É preciso se perguntar, de antemão, como você precisa agir para deixar para trás o medo de ser rejeitado e o medo de sentir medo antes que alguma situação na qual o pensamento “fim do mundo” se alastre. Saber o que fazer para abordar o problema e conseguir seguir em frente apesar das adversidades. Uma maneira de tentar “prever” sua reação é simular as situações que você temeria se acontecessem num futuro próximo e assim, pensar em maneiras de contornar os problemas sem deixar a parte ruim de seu emocional tomar as rédeas de sua vida. Fazendo este exercício, você sentirá menos medo quando a situação real se aproximar, já que saberá exatamente o que fazer e como lidar com cada aspecto, permanecendo tranquilo e sem os clássicos sintomas de nervosismo e ansiedade.

 

Top Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.